Seis Meses

Seis Meses

Já faz um mês
Desde que ouvi seus choros
Suas dores e clamores
Por um futuro inexistente

Já fazem dois meses
Que não vejo suas cicatrizes
Tão profundas quanto raízes
Em sua pele doce e mórbida

Já fazem três meses
Que não sinto o seu cheiro
Um fedor inerente
Afundar até a alma.

Já fazem quatro meses
Que não beijo seu peito
Tão puro e perfeito
Mas com segredos malvados guardados no porão

Já fazem cinco meses
Que não provo o seu corpo
E sinto os sabores
De sua pele lindamente deformada

Já fazem seis meses
Que não durmo mais direito
Porque seus gritos não mais invadem
Minhas noites de silêncio

Suas cicatrizes, seus rasgos, seus fios
Tudo isso faz parte de mim
E agora, sem eles
Sou uma boneca vazia, sem fim

Por isso já fazem seis meses
Que deixei a “sorte” me levar
Pois essa boneca quebrada
Precisa de sua dor para a saciar.

-Larissa Godêncio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s